Setor de logística do Alibaba planeja abrir nove centros de distribuição no Brasil

By Katy Müller 2 Min Read

O braço de logística do Alibaba anunciou que planeja anunciar nove centros de distribuição em sete Estados brasileiros nos próximos três anos. Ter centros de distribuição pelo país é importante para qualquer varejista que anseia ser relevante no mercado, ainda mais no caso do Brasil, que possui extensão continental. O gigante de comércio eletrônico chinês está se preparando para que seu braço de logística abra uma sede para a América Latina em São Paulo. A expansão ocorre em um momento em que o crescimento do varejo da China desacelera, como o próprio Alibaba, que, pela primeira vez, não divulgou as vendas totais do dia dos solteiros, que é tradicional momento de pico de faturamento no comércio chinês. O objetivo do grupo fundado por Jack Ma é aumentar sua presença internacional. A plataforma da empresa AliExpress voltou recentemente para a Coreia do Sul e para o Brasil, além de estar tentando, há anos, a entrada no mercado da União Europeia.

O braço de logística da marca é responsável pela maioria dos pedidos do AliExpress da China para o Brasil. Segundo a empresa, a divisão opera oito voos fretados por semana entre os dois países e quer contribuir para que os produtos brasileiros, como café e frutas possam chegar com mais facilidade ao mercado chinês. Além dos centros de distribuição pelo Brasil, a Alibaba também pretende instalar 1 mil armários inteligentes em 10 cidades do país para servirem como espécie de instalações de entregas e retiradas de pacotes internacionais e expresso local, além de serem usados por serviços de entrega de alimentos. A empresa planeja ainda lançar rotas aéreas e marítimas entre Brasil e China. O volume médio diário de pacotes internacionais da Alibaba é de 4,5 milhões.

Share This Article
Leave a comment