Biden recebe presidente do Quênia na Casa Branca com foco em investimentos

By Katy Müller 5 Min Read

Líderes prometeram nova era de parceria em tecnologia e segurança

O presidente dos EUA, Joe Biden, recebeu o presidente queniano William Ruto na Casa Branca nesta quinta-feira (23) para uma visita de Estado, com ambos os líderes prometendo uma nova era de parceria em tecnologia e segurança.

Washington vê a visita como um passo importante para aprofundar as relações com as nações africanas em um momento em que o foco de Washington tem sido nas guerras na Ucrânia e em Gaza.

“Podemos estar divididos pela distância, mas estamos unidos pelos mesmos valores democráticos”, disse Biden, observando que os dois países estão comemorando 60 anos de parceria.

“Hoje, quando começamos a próxima década de nossa parceria, lançamos uma nova iniciativa para aproximar as empresas e comunidades do nosso país”, disse ele.

Ruto respondeu: “Hoje, enquanto celebramos nosso passado, estamos otimistas sobre nosso futuro. Ao realizar esta visita de Estado, teremos a oportunidade de discutir e conversar sobre a construção de parcerias e liderança globais.”

O presidente queniano chegou aos EUA na segunda-feira (20) e visitou Atlanta, Geórgia, em seguida, falou com executivos de negócios na Casa Branca na quarta-feira (22). Nesta quinta-feira (23), ele se reuniu em particular com Biden no Salão Oval, antes de uma coletiva de imprensa conjunta. Durante à noite, ele participará de um jantar de Estado na Casa Branca.

A viagem de Ruto é a primeira visita de Estado de um presidente africano à Casa Branca desde 2008. Sucessivos governos dos EUA disseram que queriam oferecer uma alternativa mais sustentável e democrática às relações com os rivais dos EUA, China e Rússia, mas não conseguiram estabelecer laços reais.

O cenário político da África foi afetado no ano passado por uma série de golpes militares, guerras e eleições instáveis que deram à China e à Rússia maior influência. Biden espera fortalecer os laços com o Quênia, visto como uma fortaleza democrática, que pode ajudar a estabilizar o continente e avançar os interesses dos EUA .

A Casa Branca disse que Biden também designaria o Quênia como um importante aliado não-OTAN, o primeiro país da África subsaariana a receber a designação. Atualmente, Qatar, Israel e 16 outros países compartilham essa designação.

Energia verde e acordos de saúde
Os líderes anunciarão novos investimentos apoiados pelos EUA em energia verde e fabricação de produtos de saúde, juntamente com um plano detalhado para cortar a alta carga de dívida do Quênia, a maioria dos quais é devida à China, disse a Casa Branca.

Os Estados Unidos vão anunciar US$250 milhões em novos investimentos no Quênia através da U.S. International Development Finance Corp, incluindo US$180 milhões para um grande projeto habitacional acessível, disse uma autoridade do governo dos EUA em comunicado. Isso levará o portfólio da instituição de financiamento dos EUA no Quênia para quase US $1,1 bilhão. A corporação também abrirá um escritório no Quênia.

Os dois líderes também farão um apelo conjunto para que a comunidade internacional reduza o pesado fardo da dívida de muitos países em desenvolvimento e faça mais para apoiar os países pobres que querem investir em tecnologias de desenvolvimento e clima.

A crise humanitária no Haiti será outro foco chave. O plano do Quênia de enviar 1.000 oficiais paramilitares para o país caribenho como parte de um esforço apoiado pela ONU para conter a violência de gangues e a fome foi adiado, disseram fontes à Reuters.

Nesta quarta-feira (23), Biden disse a repórteres que planeja visitar a África em fevereiro após a eleição presidencial dos EUA. Um anúncio que presume que o presidente democrata derrotará seu oponente republicano Donald Trump. Biden havia prometido fazer uma viagem à África em algum momento em 2023.

Ruto será celebrado em um jantar iluminado por 1.000 velas e um menu de sopa de tomate, lagosta escalfada de manteiga, costeletas de carne defumada e uma sobremesa de chocolate branco.

O cantor country Brad Paisley será a atração principal do jantar junto com o Coro Gospel da Howard University, apreciados pelo presidente Ruto.

Share This Article
Leave a comment